Prefeito Antônio Carlos garantiu a continuidade dos investimentos na área social - Elisãgela Bicalho Acom PMSGRA

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo e o Conselho Municipal de Assistência Social promoveram, nesta terça-feira, 25, a 7ª Conferência Municipal de Assistência Social. Realizado no auditório do Centro Cultural, o encontro teve como tema “Garantia de Direitos no fortalecimento do Suas” e contou com a participação da comunidade local.

Os músicos são-gonçalenses Nayara Raiane e Rafael Vinícius abrilhantaram o evento que teve como foco principal a palestra sobre o tema geral da Conferência proferida pela assistente social e coordenadora do projeto Reviver Casa Lar de São Gonçalo, Geisiane Lima Soares.

A Conferência foi composta por quatro eixos norteadores: “A proteção social não atributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais”, “Gestão democrática e controle social: o lugar da sociedade civil no Suas”, “Acesso  às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda  como garantias de direitos socioassistenciais” e “A legislação como instrumento para uma gestão  de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais”.

A secretária municipal de Desenvolvimento Social, Juscelina Claudia Teixeira Martins, ressaltou que a Conferência é uma estratégica reunião para os destinos da Assistência Social e com exponencial importância para o fortalecimento da rede de proteção social na cidade. “A meta é planejar sem deixar de avançar com as ações e projetos que já estão em andamento”, destacou Juscelina.

O prefeito de São Gonçalo do Rio Abaixo, Antônio Carlos Noronha Bicalho, garantiu a continuidade dos investimentos na área social do município. “Seguiremos investindo fortemente na ação social. O que for discutido nesta conferência, vou tratar com muito empenho”, afirmou o Chefe do Executivo.

As conferências de Assistência Social são espaços de caráter deliberativo nas quais são debatidas e avaliadas as Políticas de Assistência Social. Também são propostas novas diretrizes, no sentido de consolidar e ampliar os direitos socioassistenciais dos seus usuários.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui