A Prefeitura de João Monlevade, por meio do setor de Saúde Mental, desenvolve um pré-projeto com o objetivo de implantar no município um Centro de Atenção Psicossocial da Infância e Adolescência (CAPSi).

O pré-projeto foi apresentado no auditório Leonardo Diniz, na sede da Prefeitura na quarta-feira (16), pela coordenadora do setor de Saúde Mental de João Monlevade, Eliana Bicalho Almeida, e pela articuladora do projeto Prefeito Amigo da Criança, Vlazimeire Cristina Carvalho.

Eliana Almeida explicou que desde março o setor realiza reuniões mensais que discutem os atendimentos psicossociais da infância em João Monlevade. Participam das discussões profissionais da Secretaria Municipal de Educação e da equipe do serviço de Atenção Psicossocial Infantil do município.

“Como resultado dessas discussões, chegamos à conclusão que a melhor forma de atender esta demanda é implantando em João Monlevade um serviço especializado para esta clientela”, afirmou Eliana Almeida.

Local próprio

A implantação do serviço exigirá um local próprio. A gerente do Sesamo de João Monlevade (Centro de Atenção Psicossocial Tipo II), Samanta Cristina Taveira, destacou que o atendimento é um serviço especializado, que necessita de um local dedicado àquele público.

A reunião contou com a presença da secretária de Saúde, Raquel de Souza Paiva Drumond, da secretária de Educação, Maria do Sagrado Coração Rodrigues e da presidente do Conselho Curador da Fundação Crê-Ser, Rosângela Ribeiro.

Também estiveram presentes a gerência do Sesamo/CAPS II, coordenação da Atenção Básica, coordenação da Estratégia Saúde da Família, coordenação da Atenção Secundária, equipe do Serviço Atenção Psicossocial Infantil – médicos e psicólogos, e supervisão Clínico- Institucional da Saúde Mental de João Monlevade.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui