Prefeitura inaugura monumento “Eu amo Itabira”

Letreiro é fruto de um concurso realizado pelo Município e Centro Universitário Una, entre alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, realizado em junho do ano passado.

A população e os turistas ganharam mais um local para visitação no município. Na noite desta quinta-feira (13), o prefeito Ronaldo Magalhães visitou o monumento “Eu amo Itabira”, no bairro Esplanada da Estação. O letreiro é fruto de um concurso realizado pela Prefeitura e o Centro Universitário Una, entre alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo.

Localizado entre a avenida Duque de Caxias e a rotatória da rua Salvino Pascoal do Patrocínio – onde há muito tempo existiram letreiros com o nome da cidade –, o aparelho turístico conta com escada, rampa e guarda-corpo, o que garante acessibilidade e segurança aos visitantes. O responsável pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo (SMDECTIT) e idealizador do projeto, José Don Carlos Alves Santos, explicou que o local foi escolhido por ser de fácil acesso e visível a partir de vários pontos e ângulos da cidade.

“A instalação desse letreiro segue a tendência de grandes cidades, nacionais e internacionais, que lançam mão desse recurso para valorizar locais de destaque social e cultural e, sobretudo, fomentar o turismo. Mas, também, visa promover e melhorar o sentimento de autoestima da população, a partir das postagens e compartilhamento de fotos nas redes sociais”, disse o secretário municipal.

Ainda de acordo com José Don Carlos, o novo monumento possibilitará divulgar o nome de Itabira, por meio de fotos postadas na internet, sem custos e com alta taxa de engajamento; proporcionar mais interação entre cidadãos e turistas; criar uma identidade da população e se tornar um símbolo local; valorizar e movimentar as áreas ao seu redor, como, por exemplo, a Feira dos Produtores Rurais e o comércio; ampliar o reconhecimento e a valorização da cidade pela comunidade e turistas; promover o município como destino turístico e cultural; e possibilitar ações de fomento ao turismo e comércio local com o propósito de alcançar o desenvolvimento e a diversificação econômica.

“O turismo é um dos caminhos para a diversificação econômica. Assim, o Governo Municipal tem feito várias obras, revitalizações e eventos necessários para a sustentabilidade turística e cultural, como: restauração do parque da Água Santa, Museu de Itabira, Museu do Tropeiro, Casa de Drummond, Centro de Atendimento ao Turista (CAT) em Itabira e na Serra dos Alves, sede da Banda Euterpe, Centro de Artesanato, e mais de 15 casarões do patrimônio histórico-cultural”, declarou.

Entenda

O concurso “Eu amo Itabira” aconteceu em junho do ano passado com o objetivo de inserir os estudantes de arquitetura no projeto de elaboração de um monumento que fosse referência para a cidade. A construção do monumento foi realizada pela Prefeitura e os estudantes vencedores do concurso – Marcos Paulo Gonzaga dos Reis e Luidy Djean Viana Silva – têm os nomes expostos na obra.

O certame foi organizado pela SMDECTIT, junto com o coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo da Una em Itabira, Bruno Oliveira Nascimento. Os coordenadores responsáveis por acompanhar e tomar as providências necessárias para a realização do concurso, desde o início até a divulgação oficial do resultado foram os professores Lucas Duarte Costa Lima e Daniela Cristina Rocha. Foram apresentadas oito propostas de pré-projetos. Ao todo, o concurso envolveu 46 alunos e quatro professores.

Após a avaliação e escolha do pré-projeto por uma equipe de jurados – formada por arquitetos e servidores públicos – a divulgação dos vencedores aconteceu durante a Semana de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo, no dia 28 de agosto de 2020.

“É uma gratificação fazer parte deste marco, da história da cidade de Itabira. É um orgulho ver nossos alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo participando deste projeto que se tornou uma verdadeira escultura para a cidade. Todos têm a ganhar: a cidade, a Una, os itabiranos e turista. Enfim, todos só têm a ganhar com esta obra”, disse Bruno Nascimento.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui