Representantes da Prefeitura, CDL, comerciantes e Polícia Militar definiram como será implantado o projeto de câmeras de segurança

Aconteceu na noite dessa segunda-feira, 21, na sede da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de João Monlevade, uma reunião que definiu os rumos do projeto para a implantação do sistema de segurança eletrônica por câmeras na cidade.

O encontro contou com presenças de representantes da Prefeitura, da Polícia Militar, da CDL, e de comerciantes do município. Ficou definido que a Prefeitura irá assumir os custos de manutenção de internet, algumas câmeras, computadores do sistema da central de vigilância (que deverá ser instalado na sede da Polícia Militar), além de arcar com os custos de implantação das câmeras que serão instaladas nas entradas e saídas da cidade.

Já a Polícia Militar ficará responsável por todo o monitoramento das câmeras em geral. A CDL irá ceder dois aparelhos de TV, e alguns comerciantes irão arcar com os custos de implantação de algumas câmeras que, a princípio, serão instaladas no centro comercial de Carneirinhos, Loanda e Cruzeiro Celeste.

A previsão é de que a primeira etapa do projeto seja implantada dentro de algumas semanas, e a segunda etapa aconteça até o início de 2018.

Segundo a prefeita Simone Carvalho Moreira (PSDB), o projeto para implantação de câmeras na cidade, é um dos itens de seu Plano de Governo.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui