O município soma hoje, 606 casos confirmados de coronavírus, sete óbitos, duas pessoas internadas e 79 pessoas em isolamento domiciliar.

Na tarde desta quarta-feira,27, o Prefeito Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo, Raimundo Nonato Barcelos(Nozinho-PDT), juntamente com a Secretária de Saúde, Renata Maria Guzzo Fonseca e a coordenadora da vigilância sanitária, Gabriela Fonseca Benício, se reuniram com alguns representantes de bares, restaurantes e distribuidoras do município.

O objetivo da reunião foi pedir o apoio dos comerciantes ao combate ao coronavírus.

O decreto do dia 14 de janeiro de 2021, determina que bares, restaurantes, distribuidoras de bebida ou similares, funcionem de 8h às 22 horas, com permissão de duas pessoas por mesa, as quais deverão retirar a máscara somente no momento do consumo, observando-se ainda a distância mínima de 2 metros por mesa. O decreto proíbe ainda o consumo de pé ou no balcão nos estabelecimentos comerciais.

Na última semana, a vigilância sanitária recebeu inúmeras denúncias de descumprimento do decreto.

De acordo com a secretária de saúde, as ações de combate ao covid-19 estão alinhadas com toda a região do Médio Piracicaba, respeitando as particularidades do município de São Gonçalo do Rio Abaixo. “Nós estamos na onda vermelha, estamos em um momento crítico da pandemia e estamos sentindo isso no Pronto atendimento”, disse. Renata ressaltou a importância de compartilhar essa informação com os comerciantes e pediu a união e colaboração de todos para o município regredir de onda no Minas Consciente.

Na oportunidade, os comerciantes esclareceram as dúvidas a respeito do decreto municipal.

Nozinho pediu a colaboração de todos para combater o covid-19. “Se cada um de nós der a sua contribuição, logo isso vai passar e a vida voltará à normalidade mais rápido. Conto com a colaboração de cada um de vocês”, ressaltou o prefeito.

São Gonçalo na onda vermelha

São Gonçalo do Rio Abaixo está na onda vermelha do Minas Consciente. A deliberação é do Comitê Extraordinário Covid-19 do estado, que se reúne todas as quintas-feiras para análise da situação das regiões do estado.

A onda vermelha é a mais restritiva do Minas Consciente, em que somente os serviços considerados essenciais são permitidos. Mas, de acordo com a vigilância sanitária do município, devido ao número de habitantes, ainda é possível fazer alguns ajustes, desde que todos os envolvidos colaborem e obedeçam o decreto municipal.

O município soma hoje, 606 casos confirmados de coronavírus, sete óbitos, duas pessoas internadas e 79 pessoas em isolamento domiciliar.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui