Presídio de Itabira está interditado

Por determinação da juíza da 2ª Vara Criminal de Itabira e da Vara de Execuções Penais, Cibele Mourão Barroso de Figueiredo Oliveira, o presídio da cidade está interditado. A informação consta em portaria assinada pela magistrada nessa quinta-feira (25). Com isso, a unidade prisional não pode mais receber presos provisórios.

O diretor geral da unidade prisional, Márcio Pedro, informou ao site O Popular, que até a manhã desta sexta-feira (26) ainda não havia sido notificado da decisão.

A decisão de interditar o presídio ocorre devido a elevação do alerta de segurança da barragem Itabiruçu, da Vale, para o nível 1. A estrutura, que teve atividades suspensas pela empresa, fica próxima à unidade prisional, que seria completamente destruída em caso de rompimento da barragem.

Conforme a portaria, o presídio está em uma zona de autossalvamento (ZAS), não tem gerador próprio de energia reserva, meios próprios para alimentação dos prisioneiros e visitantes, não possui estoque de alimentos ou fornecimento de água adequado e também não tem um ambulatório. Isso tudo seria necessário em caso de rompimento da barragem.

Segundo a juíza Cibele, o Plano de Resposta a Emergência, elaborado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil para o presídio, prevê, em caso de elevação do nível de emergência da barragem para 1, a preparação do local para instalação de geradores de energia, ampliação do reservatório de água e capacitação dos servidores em primeiros socorros, técnicas de sobrevivência e combate a incêndio.  (Com informações Diário de Itabira). 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui