PRF restringe uso de bafômetro por causa do risco do coronavírus

A ideia é evitar contágio pela doença, já que o motorista precisa soprar o bafômetro e uma das formas de contaminação do coronavírus é por gotículas de saliva no ar

Por causa da disseminação do coronavírus no Brasil, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) decidiu restringir o uso do bafômetro a duas situações: quando o motorista apresenta sinais de embriaguez ou quando se envolver em acidente.

A ideia é evitar contágio pela doença, já que o motorista precisa soprar o bafômetro e uma das formas de contaminação do coronavírus é por gotículas de saliva no ar. Mesmo assim a PRF ressalta que o bocal que é soprado é descartável e que o aparelho é higienizado a cada sopro.

Para a proteção dos agentes, eles vão utilizar máscaras durante a utilização do aparelho e luvas para contato com os documentos.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui