Projeto da Escola do Vale do Sol vai ajudar aluno da área rural

A pedagoga Maria Geralda de Castro (c), quando acompanhava a professora Cinara Magalhães e os alunos inventores, que exibiram o invento em frente ao prédio da Secretaria Municipal de Educação

“Pedal Sustentável: Engenhosidade Econômica e Funcional”. Este é o nome do projeto que tem como objetivo demonstrar à comunidade monlevadense que, por meio de uma alimentação balanceada, o ser humano é capaz de produzir energia elétrica, inclusive a luminosa.

Trata-se de um projeto pedagógico realizado por alunos do 8º ano da Escola Municipal Germin Loureiro, do bairro Vale do Sol, sob a coordenação da professora de Ciências, Cinara Magalhães Dias. O invento é composto por uma parte de suporte de bicicleta, acoplado a um debulhador, gerando energia e acendendo uma lâmpada.

A professora contou aos estudantes a história real  de um de seus alunos, da zona rural de um município vizinho, cujas mãos estavam machucadas de tanto debulhar milho junto ao pai. A partir daí, eles tiveram a ideia de construir um debulhador de milho e doá-lo ao aluno da área rural.

A iniciativa – que tem à frente os alunos Bruno José de Souza, Gabriella Gonçalves Silva, Jonas Mota de Carvalho, Luiz Gustavo e Mateus Afonso – se adequou também à proposta lançada pela ArcelorMittal Monlevade, em seu projeto de Meio Ambiente. O projeto dos estudantes irá concorrer ao Prêmio de Meio Ambiente promovido pela Empresa e, após participação no evento, o invento será doado ao aluno que trabalha com o pai em área rural.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui