Projeto do Bicentenário: professores passam por capacitação

A comemoração dos 200 anos da chegada de Jean Antoine Felix Dissandes de Monlevade vem sendo discutida em reuniões periódicas na sede da Câmara (Cíntia Araújo/Acom CMJM)

O projeto referente ao bicentenário da chegada de Jean Antoine Felix Dissandes de Monlevade será trabalhado este ano em escolas do ensino fundamental I, que aderiram à proposta. Para tanto, professores de 12 escolas da cidade passarão por capacitação durante a tarde do dia 4 de julho. O local será a Câmara Municipal. A capacitação será ministrada pelo pesquisador Francisco de Paula Santos e ainda pelos escritores Geraldo Eustáquio Ferreira (Professor Dadinho), Afonso Torres Silva, Jairo Martins de Souza e Erivelton Felício Braz. A coordenação será da Secretaria Municipal de Educação, Fundação Casa de Cultura e Câmara Municipal.

Para fazer o planejamento desta capacitação ocorreu na manhã de hoje, 21, uma reunião também no Legislativo monlevadense. Além dos atores já citados participaram o presidente da Câmara, Djalma Bastos (PSD), o representante da Comissão de Educação e Cultura da Câmara, Lelê do Fraga (PTB), os autores do anteprojeto que cria o Dia de João Monlevade, Vanderlei Miranda (PR) e Toninho Eletricista (PHS). A assessora parlamentar Rosália Oliveira representou o vereador Gentil Bicalho (PT). Pela Prefeitura, participou a diretora presidente da Fundação Casa de Cultura, Claira Ferreira.

Durante o encontro, foram definidas as etapas deste trabalho junto às escolas, que será finalizado em outubro deste ano. A primeira etapa é a capacitação. Posteriormente, os professores trabalharão o bicentenário em sala de aula. Logo após, os estudantes participarão de rodas de conversas com os escritores, em agenda a ser definida. A quarta etapa é a visitação à Fazenda Solar e por último, os desenhos que resultarão na obra final.

Histórico

A comemoração dos 200 anos da chegada de Jean Antoine Felix Dissandes de Monlevade vem sendo discutida em reuniões periódicas na sede da Câmara. As atividades, que serão trabalhadas em 2017 e 2018, foram planejadas a partir de sugestões dos participantes dos encontros. Projetos educacionais, lançamento de site com a história do município,gravação de um CD em tributo a João Monlevade, lançamento de selo comemorativo e abertura da Fazenda Solar e do cemitério histórico para visitação da comunidade e de escolas, em calendário à parte, são algumas das atividades. As ações têm apoio de todos os vereadores da Câmara.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui