Quase 4 mil eleitores poderão votar utilizando biometria em Monlevade e Rio Piracicaba

TSE seguirá recomendação sanitária e excluirá identificação biométrica no dia da votação

João Monlevade possui 59.679 eleitores aptos a votarem nas eleições deste ano segundo a chefe do Cartório Eleitoral, Hortência Carvalho Trindade. Já em Rio Piracicaba, cidade vizinha onde as eleições deste ano serão coordenadas pela 150ª Eleitoral de João Monlevade são 12.557 eleitores em condições de votar no dia 07 de outubro.

No próximo pleito, eleitores de todo o país vão às urnas para eleger um Deputado (a) Estadual, um Deputado (a) Federal, dois Senadores (as), um Governador (a) e um Presidente da República.

Hortência Carvalho lembra que são dois votos para o Senado e que o eleitor deve escolher dois candidatos. “Caso o eleitor vote no mesmo candidato duas vezes, um dos votos será anulado”, disse a chefe do Cartório.

Em João Monlevade 3.585 eleitores poderão votar pelo sistema de biometria digital e em Rio Piracicaba 1.169.

Segundo Hortência, o fato do eleitor ter se cadastrado para utilização do sistema de biometria, não anula a necessidade de levar um documento de identidade com foto. Se o eleitor chegar na seção sem o documento que possa identificá-lo, ele não poderá votar. “O cadastramento biométrico apenas dispensa a assinatura do eleitor no livro, no momento de votação. O eleitor terá que utilizar o sistema biométrico deverá apresentar um documento com foto”, lembrou Hortência.

Fiscalização no dia de votação

A fiscalização da Justiça Eleitoral, deste ano, vai estar atenta ao derrame de “santinhos” dos candidatos em vias públicas da cidade, que normalmente ocorrem na madrugada de domingo. De acordo com a chefe do Cartório Eleitoral quem for pego jogando panfletos de candidatos nas vias públicas da cidade poderá ser preso em flagrante pelos crimes, Eleitoral e Propaganda Irregular, e o candidato também poderá ser punido de acordo com a Lei Eleitoral.

Mais novidades

Outra novidade deste ano é que crianças não poderão acompanhar os pais na cabine de votação e nem permaneceram nas áreas das seções eleitorais.

Sobre os fiscais de partido, Hortência Carvalho disse ouviu rumores de que grupos ligados a um partido estariam se mobilizando para que no dia da eleição todos fossem vestindo camisas da mesma cor o que também, segundo ela, é proibido. “Fiscais de partidos não podem padronizar vestuário. Isso é proibido. Nós não conseguimos identificar qual o partido. Se constatarmos isso, eles serão impedidos de trabalhar nas eleições”, salientou.

Propaganda política

A propaganda política e distribuição de santinhos é permitida somente até às 22h de sábado (6). Os candidatos que tiverem sobras de materiais de campanha podem entregá-los no Cartório Eleitoral a partir das 22h do dia 06, para evitar o derrame nas vias públicas durante a madrugada. Quem for flagrado descumprindo a determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estará sujeito às sanções previstas na Lei. Para fiscalizar a Polícia Militar vai reforçar o policiamento na cidade a partir das 22h de sábado e vai até o final da apuração dos votos, que devem durar cerca de duas horas e meia.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui