O veículo havia sido roubado em Belo Horizonte

São inúmeros os casos de assaltos que estão acontecendo nos quebra-molas instalado pelo DER (Departamento de Estrada e Rodagem) nas estradas de acesso à Itabira.

Na tarde desta sexta-feira (9) um caminhoneiro foi mais uma vítima de bandidos, que se aproveitaram que o veículo da vítima teve que reduzir a velocidade na MGC-120, no Bairro Pedreira do Instituto, na entrada da cidade.

Dois indivíduos renderam o motorista do caminhão de entrega de materiais de construção, levando celular, dinheiro e cheques.
Outro caso – Na noite de quarta-feira (7), por volta de 22h, o COPOM (Central de Operações da Policia Militar) já tinha sido acionado por um motorista de 50 anos, que foi vítima de assalto e teve o caminhão carregado com botijões de gás, levado por ladrões que o mantiveram sobe a mira de revoóver e como refém no meio do mato desde as 14h.

De acordo com a Polícia Militar o motorista seguia com seu caminhão Volkswagen de Betim, prestando serviço para TBI Transportes da Nacional Gás, sentido a cidade de Ipatinga, quando ao passar pelos quebra-molas na MGC-120 km 452 foi fechado por um veiculo Fiat Punto vermelho com três ocupantes armados, de revólver e pistola, que o obrigaram a estacionar o caminhão.

A vítima foi retirada da cabine do veículo e colocada no porta-malas do Punto. Outro veículo, um Celta de cor azul dava apoio aos bandidos.

O motorista foi levado para o mato onde permaneceu com um dos marginais das 15h até às 20h quando os comparsas retornaram para buscá-los. No trajeto um pneu dianteiro estourou numa estrada de chão próximo da localidade de Candidópolis. Um dos bandidos desceu e mandou que ele andasse a pé cerca de 1 km pela estrada sem olhar para trás.
Horas depois o caminhão foi localizado abandonado sem a carga de botijões no posto Carijós, próximo do viaduto São Francisco em Belo Horizonte.

O Fiat Punto de cor vermelha de Ipatinga foi abandonado, na estrada do Candidopolis, feita consulta foi verificado que o carro era roubado em Belo Horizonte.

 

Fonte:Atila Lemos

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui