Rádio Líder: Cultura muda de nome e nova emissora entra no ar em abril

Leandro Torres, ao lado da atual diretora da Rádio Cultura, Aryanna Torres, falou do encerramento da emissora AM (Bell Silva)

A rádio Cultura AM de João Monlevade agora vai se chamar Líder FM. Oficialmente a nova emissora entra no ar em 8 de abril, segundo informações do novo administrador da rádio, o jornalista Leandro Torres. A informação foi divulgada por ele na tarde desta segunda-feira (11), em entrevista coletiva. Ele assume o lugar de Aryanna Torres, filha de Mauri Torres – dono da rádio e Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Aryanna ficou à frente da Cultura por quatro anos.

A Rádio Cultura de João Monlevade é a mais antiga da cidade e, além da mudança na administração e na marca, após 60 anos transmitindo sua programação na Amplitude Modulada (AM 590), desde a semana passada passou a operar, em caráter experimental, na Frequência Modulada (FM 105,9). Em julho, a transmissão será apenas nas ondas FM.

Leandro falou sobre seus projetos para a Rádio Cultura. Segundo ele, a emissora terá nova programação. “O objetivo nosso é levar o rádio mais próximo das pessoas com uma programação variada, um mix de informações. A ideia é trazer para João Monlevade um novo formato de rádio, diferente e que deu certo nas outras cidades. Onde se implantou esta filosofia nova [Líder FM] tem bons resultados.”, pontuou. Ainda conforme o administrador, a programação da nova rádio ainda é avaliada. “Estou avaliando cada caso e adianto que hoje o rádio está mais enxuto. A ideia é fazer uma coisa enxuta e de qualidade, por uma questão de sobrevivência”.

O novo dono da Cultura AM

Leandro Torres assumiu a direção da rádio Cultura nesta segunda-feira (11). Ele é dono de 11 rádios espalhadas por Ipatinga, Viçosa e Ponte Nova. O jornalista também é dono de um jornal impresso e um site na cidade de Ponte Nova, além de atuar como produtor de eventos na empresa LT Produções.
Sobre a rádio

A rádio Cultura foi fundada em 1959 pela CSBM, e nos anos 60 movimentou os artistas locais. Na época surgiram as primeiras duplas sertanejas na região. Com auditório próprio e programas ao vivo, a rádio proporcionava a maior atração popular de João Monlevade, nas tardes de domingo, além das transmissões esportivas que despertavam grande interesse do público. Em 1975, a emissora foi adquirida pelo Sistema Globo e, em 1997, a Rádio Cultura passou a pertencer Mauri Torres. O jornalismo e programas com viés políticos foram, até então, o carro-chefe da emissora.

Leia também:

Carlos Moreira deixa rádio Cultura

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui