Campanha "Contando Histórias pelos Caminhos da Mineiridade" reforça o compromisso de ser a vitrine do mosaico social e cultural do estado; Projeto "Gerais+Minas" lança site

A Rede Minas, emissora pública que integra a Empresa Mineira de Comunicação (EMC) e é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), celebra seus 37 anos com nova programação, mais dinâmica, diversa e cada vez mais próxima das raízes do estado. As comemorações começam nesta segunda-feira (6/12), quando estreiam novo programa e novas temporadas que dialogam com as cores, sabores, saberes, aromas e histórias da cultura popular: “Sabor&Afeto”(estreia), “Estações”(nova temporada), “Minas da gente” (nova temporada), “Mulhere-se” (nova temporada), “Palavra Cruzada” (nova temporada). Junto com as novidades na programação, os jornais diários (Jornal Minas 1ª Edição e 2ª Edição) e os programas “Meio de Campo” e “Opinião Minas” têm como cenário uma redação reestruturada, com novo desenho de iluminação e maior interatividade.

Histórias precisam ser contadas por quem as vivenciam. Em busca desse olhar, integrando os programas Reviva Turismo e Descentra Cultura, da Secult, as equipes de produção da Rede Minas percorreram milhares de quilômetros nos últimos sete meses. Entre os quase 300 destinos previstos, nessa primeira etapa foram 49 localidades retratadas pelo projeto Gerais+Minas (Poços de Caldas, Jacutinga, Sete Lagoas, Cordisburgo, Curvelo, Corinto, Joaquim Felício, Bocaiúva, Glaucilândia, Montes Claros, Capitão Enéas, Pai Pedro, Monte Azul, Belo Horizonte, Governador Valadares, Resplendor, Araçaí, Caldas, Ibitiúra de Minas, Itanhomi, Coroaci, Olhos-D’água, Conceição do Mato Dentro, Santana do Riacho, Jequitibá, Jaboticatubas, Ouro Branco, Ouro Preto, Mariana, Lagoa Santa, Cláudio, Lambari, Lagoa da Prata, Formiga, Pimenta, Andradas, Machado, Mirabela, Japonvar, Botumirim, Grão Mogol, Unaí, Patos de Minas, Vazante, Catuti, Janaúba, Pedra do Indaiá, Alfenas e Caldas).

As regiões foram escolhidas a partir do diálogo entre a EMC e a Secult com Instâncias de Governanças Regionais (os Circuitos Turísticos), prefeituras, Associação Mineira de Municípios, Associação das Cidades Históricas de Minas e outras instituições.

Anúncios

“A nova programação da Rede Minas reflete nosso entendimento de que a Cultura e o Turismo, e todos os municípios, sobretudo os que estão distantes da capital, são fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico do Estado e para a geração de emprego e renda, cada um com suas tradições, paisagens culturais e naturais. São estas particularidades que, unidas, compõem a essência da mineiridade”, declara o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira. Ele destaca, ainda, a importância da expansão do sinal digital para 470 municípios mineiros, fruto de cooperação entre o Governo de Minas, por meio da Secult e da EMC, e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), contemplando Minas Gerais no âmbito do Digitaliza Brasil. “Contamos com a potência do audiovisual, um dos principais ativos de promoção turística de destinos em todo o mundo, que ganha reforço com a ampliação e democratização do acesso à TV digital, estando Minas Gerais entre os estados contemplados já na primeira fase do programa, o que corresponde a um montante de cerca de R$ 200 milhões em investimentos”, completa.

O presidente da EMC, Sérgio Rodrigo Reis, explica que, com o Gerais+Minas e a nova programação lançada, “a ideia foi transferir nossa capacidade de produção para o interior de Minas Gerais em busca do que temos de melhor”. “O resultado é um rico e impressionante painel da diversidade cultural das paisagens e dos sotaques que sintetizam a nossa mineiridade”, destaca.

NOVOS OLHARES

Pelos caminhos que deslocam o olhar do centro para todas as regiões, a primeira parte da campanha de lançamentos dos novos conteúdos entrou no ar mostrando os vários sotaques, “causos” e imagens do que “Vem por aí”. Ainda na interprogramação, um dos destaques, que já é um sucesso, é a série “Minas são Muitas”, que transformou a tela da TV e de suas redes sociais em uma galeria de exposição virtual de fotografias que apresentam as paisagens do estado pelas câmeras de artistas mineiros, com 20 vídeos já produzidos. Além da inserção das novidades na programação e na interprogramação, programas tradicionais da Rede Minas, como Brasil das Gerais, Opinião Minas, Agenda e Cinematógrafo, vão para novos horários, para tornar as faixas de horários alinhadas aos perfis de público.

Da mineiridade, quem pensa que sabe tudo, mesmo sendo mineiro, se engana, porque sempre tem um detalhe, uma forma de fazer aquela receita, ou uma forma de viver, que ensina muito. Todas as experiências capturadas pelas câmeras, nas gravações dos programas e conversas de bastidores, estão reunidas no novo site “Gerais+Minas”, que serve vários aperitivos da nossa mineiridade, com toques de simplicidade e afeto. É possível dar uma volta por lugares tradicionais e remotos, ter um gostinho de comidas típicas de diversas regiões e conhecer mineiros prontos para contar uma boa história (muitas vezes a deles mesmos). Reúne diários de viagens das gravações feitas pelo estado; vídeos; fotos de bastidores e detalhes sobre cantinhos de Minas. O site (www.geraismaisminas.mg.gov.br) será atualizado constantemente, à medida que novos episódios e programas forem ao ar.

SITES:
– geraismaisminas.mg.gov.br
– redeminas.tv

PROGRAMAS:

Estações
A nova temporada do “Estações” segue a linha do trem, com as estações ferroviárias e as belezas das cidades mineiras que trazem, em suas histórias, a herança das locomotivas. O episódio de estreia é em Jacutinga, no sul do Estado.
Terça-feira, 20h: inédito.
Sábado, 00h15: reapresentação.
Domingo, 13h: reapresentação.Minas da Gente
A atração faz uma viagem que tem, como guias, os próprios moradores.A estreia é em Caldas, no sul de Minas, onde funciona um dos hotéis mais antigos do país, em funcionamento, sem interrupções, além de outros destaques.
Sábado, 20h: inédito
Domingo, 6h45: reapresentação
Quarta-feira, 23h: reapresentação

Mulhere-se
Primeiro programa feminista da TV brasileira traz, na nova temporada, como protagonistas, as indígenas. Elas é quem fazem a advertência, se mobilizam e convocam a população para entrarem em uma batalha unidas pela vida.
Segunda-feira, 20h: inédito.
Domingo, 00h: reapresentação

Palavra Cruzada
Em nova fase, focada na vida e obra de personalidades mineiras, o Palavra Cruzada estreia com a artista plástica Yara Tupynambá, uma das figuras mineiras mais importantes para a cena cultural do Estado.
Quarta-feira, 20h: inédito
Domingo, 22h: reapresentação
Segunda-feira, 23h45: reapresentação

Sabor & Afeto
O programa Sabor & Afeto mostra a culinária mineira e as belezas do estado. A atração é apresentada pela chef Esperança. O primeiro episódio mostra a cidade de Caldas, no sul de Minas, e os famosos biscoitos de polvilho.
Quinta-feira, 20h: inédito
Sábado, 6h: reapresentação
Domingo, 12h: reapresentação

PROGRAMAS COM NOVOS HORÁRIOS:

Agenda
Segunda a sexta: 18h às 18h30Brasil das Gerais
Segunda a sexta: 13h às 13h30

Coletânea
Segunda a sexta: 18h30 às 19h

Cinematógrafo 
Sexta-feira, 20h: inédito

Jornal Minas: a partir de segunda (06) os telespectadores irão conferir uma atualização na newsroom do jornalismo da Rede Minas. Um cenário moderno e arrojado que acompanha uma visão clara e uma análise objetiva dos fatos. O novo cenário irá permitir mais interação e  aprofundamento das notícias. Um jornal dinâmico, objetivo e equilibrado. Um olhar atento para as muitas Minas. O jornalismo de credibilidade de sempre agora de cara nova.

JM1 – Segunda a sexta: 12h30 às 13h
JM2 – Segunda a sexta: 19h30 às 20h

Opinião Minas
Segunda a sexta: 20h30 às 21h

GERAIS+MINAS
O “Gerais+Minas” é uma ação de interiorização das grades de programação da Rede Minas e Rádio Inconfidência, lançado em março desse ano, em sintonia com os programas Descentra Cultura e Reviva Turismo, da Secult. O objetivo é mostrar a pluralidade dos municípios mineiros.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui