Nasser diz estar confiante na Justiça

A reeleição do vereador tucano de João Monlevade, Guilherme Nasser, está na mira da Justiça eleitoral. O parlamentar foi notificado da decisão e prepara defesa.

O processo é fruto de pedido da Procuradoria Regional Eleitoral pelo desarquivamento das denúncias que apontam o uso de um projeto social de dança “Vem Dançar” como promoção da campanha eleitoral de Nasser.

As denúncias que apontam fins eleitoreiros foram arquivadas pelo promotor André Leite de Almeida, que está impedido pela Procuradoria em atuar no processo. Uma portaria determina que outro promotor – no caso Rodrigo Fragas de Almeida – assuma as investigações.

O Ministério Público Eleitoral pediu a cassação do registro da candidatura de Nasser sob alegação de que o político teria usado o “Vem dançar”, de responsabilidade da Prefeitura de João Monlevade, para promover sua campanha.

Constam na ação provas como fotos de redes sociais, homenagem conferida por Guilherme ao professor do projeto, e ainda postagem na qual o professor anuncia o sorteio de camisa da ação social com participação de Nasser e da prefeita eleita Simone Moreira (PSDB). Todas as ações, para o promotor Rodrigo Fragas de Almeida, evidenciam a intenção do vereador de se promover com o projeto social na época da campanha. O professor também pode ser multado por conduta vedada.

A popularidade do projeto de dança e o início dele perto da campanha eleitoral (no mês de abril) são aferidos pelo promotor como justificativas para o pedido de cassação do registro de candidatura de Guilherme Nasser.

Procurado o vereador disse que foi notificado da representação eleitoral no dia de ontem (30). “A situação que me causou bastante surpresa. Esse mesmo caso já havia sido arquivado pelo Ministério Público e, agora, foi reaberto mesmo sem a existência de fatos novos. Minha campanha foi pautada na mais absoluta transparência e cumprimento das normas morais e legais. Estou muito tranquilo e confiante na Justiça”, pontuou Nasser.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui