Resgate de jovens em caverna na Tailândia vai obrigá-los a mergulhar

Os 12 adolescentes com idades entre 11 e 16 anos e o técnico de um time de futebol, de 26 anos, que estão presos em uma caverna no norte da Tailândia há 11 dias, começaram a ter aulas de natação e mergulho. De acordo com as equipes de resgates, essas habilidades são necessárias para que eles consigam sair com segurança do local. Dez soldados supervisionam o grupo e um médico acompanha as atividades.

Anúncios

“Mergulhar é a única saída. É preciso tentar antes da chegada das chuvas, depois será mais complicado”, disse o alemão Torsten Lechler, assessor técnico nas operações.”Temos 13 pessoas frágeis que têm que nadar, escalar, mergulhar e voltar a caminhar. Todos estão bem de saúde, mas necessitam de dias para recuperar as forças”, acrescentou o especialista.

Continue lendo após o anúncio

Uma das soluções propostas pelo assessor é utilizar máscaras de mergulho especiais, que cobrem todo o rosto e permitem a comunicação direta debaixo da água. “Falar em seu idioma com os membros de resgate dará confiança”, ensinou o alemão.

Depois de tantos dias isolados, os adolescentes e o técnicos receberam alimentos (energéticos) e agasalhos térmicos. Um vídeo divulgado pela Marinha tailandesa mostra os meninos dentro da caverna, magros e agasalhados com cobertores térmicos, mas sorrindo e conversando.

“A condição de saúde da maioria é boa”, disse o porta-voz do governo da Tailândia, Weerachon Sukondhpatipak. “[Eles] estão cansados e necessitam de um tempo para se recompor. Além disso, alguns não sabem nadar e é preciso ensiná-los como mergulhar. Devemos fazer todo o possível para tirá-los de lá.”

As equipes de resgate instalaram um acampamento provisório em uma cavidade, a 1,5 quilômetros de onde estão os meninos, para transferir pouco a pouco o material de resgate. (Agência Brasil).

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui