Djalma Bastos reveleou que acredita que a prefeita eleita, Simone Moreira (PSDB), fará uma boa gestão, a exemplo do tucano Teófilo Torres, que deixa o cargo no próximo dia 31

As reuniões ordinárias da Câmara de Vereadores de João Monlevade, realizada sempre às quartas-feiras, às 17h, serão transmitidas em tempo real. Este é um dos projetos do Legislativo pra o próximo ano. A novidade foi comentada pelo presidente da Casa, Djalma Bastos (PSD), na manhã desta terça-feira (20), durante café com a imprensa. “As informações serão repassadas de forma imediata e mais rápida”, comentou Bastos.  O encontro descontraído marcou o término da legislatura e serviu para que p presidente fizesse um balanço de sua gestão.

Além da transmissão das reuniões, Djalma Bastos comentou sobre as reformas na sede da Câmara para receber quatro novos vereadores. Ele descartou a ampliação do anexo da Casa após ouvir especialistas e os colegas parlamentares devido ao alto custo. As reformas começaram nessa semana. Gabinetes e salas serão adaptados, além do telhado que está sendo trocado. “Vamos investir R$ 266 mil com as obras para os novos vereadores. Como o telhado vinha dando problema, decidimos pela obra. Depois, vamos fazer uma rebaixamento em gesso e a iluminação mais ampla vai nos ajudar também na economia de energia”, pontuou.

Sobre o futuro político de João Monlevade, o presidente Djalma Bastos revelou que acredita que a prefeita eleita, Simone Moreira (PSDB), fará uma boa gestão, a exemplo do tucano Teófilo Torres, que deixa o cargo no próximo dia 31. Ele enfatizou que o governo Teófilo foi austero com as contas públicas,  o que permitiu algumas realizações da administração, como o aumento da capacidade de tratamento e abastecimento de água na cidade. “Teófilo fez uma gestão firme. No entanto, acredito que deixou de lado as questões sociais da cidade. Faltaram investimentos na área”, pontuou.

O encontro descontraído marcou o término da legislatura e serviu para que p presidente fizesse um balanço de sua gestão
O encontro descontraído marcou o término da legislatura e serviu para que p presidente fizesse um balanço de sua gestão

Finalizando o bate-papo, o vereador Djalma comentou sobre a eleição da Mesa Diretora da Casa, que deve tê-lo novamente como cabeça de chapa. Segundo ele as conversas sobre a questão têm surgido de forma espontânea, além de ser uma vontade da base governista que ele continue na presidência. “Tudo está fluindo para que isso ocorra. Caso seja eleito, vamos dar continuidade aos vários projetos da Câmara”, garantiu Bastos.

A chapa de Djalma tem o vereador Leles Pontes (PRB) como vice-presidente Belmar Diniz (PT) como 1º secretário e Vanderlei Miranda (como 2º). A eleição será no dia 1º de janeiro, dia da posse dos eleitos.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui