O governo do Rio iniciou a execução do plano de imunização contra a covid-19. As primeiras medidas tomadas, para garantir a vacinação de parte da população fluminense, foram divulgadas nesta quinta-feira (10), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Dentro de dez dias, até 20 de dezembro, a SES receberá o primeiro lote de insumos, com 8 milhões de agulhas e seringas. Os equipamentos serão utilizados para imunizar os primeiros públicos-alvos, assim que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar a compra das vacinas pelo Ministério da Saúde.

Segundo a SES, um segundo lote, com mais 8 milhões de agulhas e seringas, será entregue em janeiro. O processo de compra já está concluído e a secretaria está fazendo o empenho de verbas para a entrega imediata do material.

O Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, prevê a distribuição de agulhas e seringas aos estados. Mas o governo do Rio adotou um plano de contingência estadual.

A SES informou que as 16 milhões de agulhas e seringas serão suficientes para as quatro primeiras fases da campanha de imunização contra a covid-19, quando a previsão é de que sejam vacinadas 3,5 milhões de pessoas no estado.

Outro processo de aquisição, de mais 50 milhões de agulhas e seringas, foi iniciado em 4 de dezembro e estará concluído para as fases seguintes da campanha. O governo do estado já iniciou a readequação de toda a estrutura logística, inclusive de armazenamento e distribuição das doses de vacinas, para estar totalmente preparado para o início da vacinação.

Agência Brasil

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui