Mesmo com a intervenção dos manifestantes o Projeto foi votado e aprovado

A última reunião da Câmara de Vereadores de São Gonçalo do Rio Abaixo (na quinta-feira, 10) foi marcada por manifestação de populares que, contrários à votação de um projeto que autoriza a Prefeitura a abrir crédito especial ao Orçamento em Vigor, da ordem de R$46 milhões, tumultuaram a cessão.

A presidente do Legislativo, Luciana Bicalho (PTB) chamou a Polícia Militar e contou que ao iniciar os trabalhos para a votação do projeto, cerca de 30 populares que se faziam presentes no Plenário da Câmara, começaram a vaiá-la não sendo possível dar seguimento à reunião.

Ainda de acordo com relatos da vereadora para a polícia, em dado momento, alguns dos populares que ali estavam, começaram a falar que ela havia comprado votos, bem como teria transferido mais de 600 votos de moradores da cidade de João Monlevade para São Gonçalo.  A vereadora forneceu aos policiais o nome de algumas das pessoas que, segundo ela seriam os autores das acusações de compra de votos.

Com a chegada da Polícia Militar, os manifestantes foram cientificados quanto Regimento Interno da Casa e, após a intervenção, foram retomadas as atividades, sendo o projeto votado e aprovado com cinco votos.

O projeto

Projeto de Lei Nº 16/2016, votado pelos vereadores, é de autoria do prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho (PDT). A matéria autoriza o município a abrir crédito especial ao orçamento de R$ 46 milhões. Com isso, o Executivo pode remanejar o dinheiro entre as secretaria – pode tirar de uma e destinar a outra.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui