Ângelo explicou, passo a passo, o serviço de formalização e apresentou o Centro de Empreendedorismo, Desenvolvimento Social e Segurança Pública (Cedesp) da Prefeitura de Santa Bárbara

Na noite de ontem (9), aconteceu em Santa Bárbara uma programação especial dentro da Semana do Microempreendedor Individual (Mei), com palestras para auxiliar esses empreendedores do Município. Na ocasião, os palestrantes da Prefeitura, do Sebrae e do Sicoob Credimepi deram orientações acerca de benefícios, formalização e uso consciente de crédito.

O agente de desenvolvimento do Município, Ângelo Silva, falou sobre o ambiente favorável criado pelo poder público para o microempreendedor individual, por meio dos serviços de apoio oferecidos. Segundo ele, esses serviços vão desde o ato de formalizar, até a realização de declaração anual, emissão de carnês de pagamento, alteração de dados cadastrais, baixa de inscrições e emissão de certidões negativas.

Neste contexto, Ângelo explicou, passo a passo, o serviço de formalização e apresentou o Centro de Empreendedorismo, Desenvolvimento Social e Segurança Pública (Cedesp) da Prefeitura de Santa Bárbara, que está sendo construído no bairro São Vicente e abrigará a Sala do Empreendedor, um espaço para capacitar e formar empreendedores, contribuindo com a atividade no município. Ele destacou que a Prefeitura está a postos não só para a formalização, mas, também, para auxiliar os Mei’s em relação ao seu negócio.

O consultor técnico do Sebrae, André Fonseca, proferiu a palestra ‘Como ser Mei na prática’. Ele explicou que essa categoria de microempreendedor individual foi criada em 2009, pelo Governo Federal, com o objetivo de formalizar as pessoas que possuem um pequeno negócio.  André detalhou os benefícios dessa formalização, que é feita pela internet, no Portal do Empreendedor, bem como as obrigações do Mei. Nesse ínterim, ele reforçou que em Santa Bárbara a Prefeitura oferece todo o suporte nesse processo.

Por fim, o palestrante e educador financeiro do Sicoob Credimepi, Tiago Lacerda, pontuou estratégias para os Mei’s usarem o crédito a favor deles. Ele ponderou sobre os critérios que os bancos usam para avaliar se vão ou não conceder o crédito a uma empresa. Para Tiago, quando se toma um crédito para investir no negócio, é sempre importante avaliar o custo e quanto isso vai aumentar o faturamento, para ter certeza que de fato vale à pena.

 

 

 

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui