Segurança é suspeito de ter ateado fogo em crianças em creche no norte do estado

Quatro crianças morreram queimadas em uma creche em Janaúba, no Norte de Minas, na manhã desta quinta-feira (5). Segundo informações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o guarda do Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no Bairro Rio Novo, jogou álcool em algumas crianças e nele mesmo, em seguida ateou fogo.

Segundo informações da Polícia Civil, o autor do crime trabalhava como vigia noturno do local há oito anos. Ele não teve sua identidade divulgada, e está em estado grave no hospital.

Há divergência no número de mortos na tragédia. Inicialmente, os bombeiros falaram em seis crianças mortas, mas depois atualizaram o número de mortos para quatro pessoas – número confirmado pelo Samu. De acordo com dados da Polícia Militar, cinco crianças morreram.

O número de feridos ainda não foi divulgado, mas, segundo a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas, entre crianças e adultos, deram entrada na unidade de saúde. Entre os pacientes, 15 respiram com a ajuda de aparelhos.

A Polícia Militar informou que uma aeronave da PM está no local para socorrer as vítimas. Ainda segundo a PM, um avião do governo do Estado está saindo de Belo Horizonte para Janaúba para transportar os feridos até o Hospital João XXIII, na capital mineira, que é referência em tratamento de queimaduras em Minas.

A Polícia Civil esteve na casa do vigia e localizou diversos galões contendo álcool, o que segundo as investigações apontam que ele teria a intensão de causar um ataque ainda maior.

Uma funcionária da creche que trabalhava na cozinha foi a primeira a ser atacada pelo homem.

Fonte: Folha de Minas

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui