Equipamento teria sido manuseado de forma incorreta e por pessoas não habilitadas. Foto: Sérgio Henrique Braga/Acom/PMJM

O semáforo que fica na avenida Wilson Alvarenga, esquina com a rua Armando Batista, no centro de Carneirinhos, segue causando transtornos desde a semana passada. Conforme o chefe do Setor de Trânsito e Transporte da Prefeitura de João Monlevade (Settran), José Jaime de Figueiredo Franco, assim que foi detectado o problema, eletricistas da Prefeitura verificaram o equipamento e apontaram que o transformador estaria queimado.

Ontem (13), em nova checagem, dessa vez por um técnico especializado, da empresa Garra Traffic, foi constatado que o equipamento foi manuseado de forma incorreta. A modificação que teria causado o problema foi feita com autorização da administração passada.

Empresa especializada aponta irregularidades:

“O controlador se encontra sem o transformador geral e sem o módulo fonte, parte dos dispositivos antissurto estavam fora do trilho de fixação, sugerindo que o equipamento foi manuseado de forma incorreta. Mais tarde na sala do diretor foi apresentado o transformador que foi retirado do equipamento com forte cheiro de queimado e marcas de carbonização”.

(…) o mobiliário semafórico foi removido da instalação original, realizada pela nossa empresa na execução do contrato de implantação, novembro de 2016 onde executado pela Garra Traffic. A mudança de posicionamento sugere que foi invertido o sentido direcional do fluxo. (…) não sabemos se a programação está ou não em conformidade com o proposto na instalação atual. Foi observado também que um dos grupos focais da Av Wilson Alvarenga contém avarias e está posicionado em sentido oposto ao da via.

Foram observadas também várias emendas nos cabos (…) o que não é recomendado já que favorece o curto circuito entre as fases que comandam as cores dos focos (…) entre outras falhas. A caixa de passagem de cabos elétricos que ligam os focos e a energia elétrica no controlador foi encoberta pela concretagem de um passeio, por ocasião da reforma da Praça do Lindinho. Desta forma, não teve como verificar com precisão se algum cabo está em curto dentro da caixa de passagem”.

O relatório apresenta uma série de erros “por imperícia” que levaram ao colapso do sistema.

Compra de equipamento

Diante do exposto e seguindo recomendação técnica, o Settran vai comprar novo semáforo em substituição ao que está estragado. No entanto, a aquisição precisa seguir trâmites administrativos.  “O orçamento será feito e vamos comprar um semáforo de ponta, mais avançado e com chip, que pode ser programado de qualquer lugar”, ressaltou José Jaime que enfatizou: “é necessário ter paciência agora. Será feita aquisição de controladores novos”.

Luz amarela

Desde a semana passada, quando o semáforo estragou, o equipamento passou a funcionar intermitentemente com a luz amarela piscando. Esse modo de funcionamento é previsto pelo Código Brasileiro de Trânsito (CBT). A ação indica alerta. Portanto, os motoristas precisam ter mais cuidado ao passar pelo trecho.

Falta de agentes

O Settran esbarra também em outro grande problema e reclamações. É a falta de agentes de trânsito preparados para situações adversas que a modernidade exige, que para tanto, estes estarão passando por capacitação específica.

Outro problema é a falta de pessoal no órgão e os que estão disponíveis precisam passar por curso de reciclagem antes de atuarem.

Trânsito novo e moderno

O prefeito de João Monlevade, Dr. Laércio Ribeiro (PT) já solicitou estudos para que o trânsito na região central da cidade retorne ao que era antes. Além disso, melhorias serão implementadas e semáforos mais modernos serão implantados. A intenção é ter uma central de controle dentro do Settran, para operação dos aparelhos de forma remota. “Um painel nos fornecerá todas as informações sobre os equipamentos e o trânsito em tempo real. Poderemos mudar a programação – aumentando ou diminuindo o tempo para maior fluidez do tráfego”, explicou José Jaime.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui