Série B: duelo com Vitória marca volta de Ney Franco ao Cruzeiro

Ney Franco trabalhou por 11 anos nas categorias de base do clube (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

novidade do Cruzeiro para o jogo desta sexta-feira (11), às 21h30 (horário de Brasília), contra o Vitória, no Mineirão, está no banco de reservas. É que a partida marca a estreia de Ney Franco na Raposa, que está na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro e não vence há cinco rodadas: soma três derrotas e dois empates. 

O treinador não é exatamente um rosto novo. Ele trabalhou por 11 anos nas categorias de base do clube e dirigiu a equipe principal em algumas ocasiões, entre 2002 e 2004, de forma interina. Em 2004, uma parceria com o Ipatinga levou jovens formados na Raposa, além do próprio técnico, ao Vale do Aço. A experiência o projetou no futebol profissional. No ano seguinte, o Ipatinga de Ney foi campeão mineiro contra o próprio Cruzeiro. Em 2006, chegou à semifinal da Copa do Brasil. O trabalho chamou atenção do Flamengo, que contratou o treinador.

O retorno após 16 anos – e mais 10 clubes no currículo, além da seleção brasileira sub-20 – se dá no pior momento da história cruzeirense. Na segunda divisão, a Raposa tem só cinco pontos em oito jogos e figura em 17º lugar. O empate por 1 a 1 com o CRB, também no Mineirão, na segunda-feira (7), tirou a equipe temporariamente do Z-4, mas, o ponto obtido pelo Figueirense na terça-feira (8), fora de casa, diante do Cuiabá, recolocou os mineiros entre os quatro piores times do campeonato.

Em condições normais, o Cruzeiro estaria hoje com 11 pontos, na 10ª posição. O clube, porém, foi punido pela Fifa antes de a Série B começar. A equipe teve seis pontos retirados pelo não pagamento do empréstimo do volante Denílson, em 2016, pelo Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos. Em agosto, o presidente Sérgio Santos Rodrigues disse, em reunião do Conselho Deliberativo celeste, que os árabes pediram, inclusive, o rebaixamento do time mineiro à Série C do Brasileiro.

Contra o Vitória, o desfalque é o meia Henrique, com uma lesão na panturrilha – o provável substituto será Jean. O Rubro-Negro baiano, por sua vez, tem vários problemas para encarar a Raposa. Os laterais Van, Rafael Carioca e Léo Morais, o zagueiro Maurício Ramos e o atacante Alisson Farias estão contundidos, enquanto o meia Marcelinho e o atacante Jordy Caicedo cumprem suspensão. O time dirigido por Bruno Pivetti bateu o Cuiabá no último sábado (5) por 4 a 2 e está em oitavo, com 15 pontos.

Agência Brasil

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui