Servidores pedem intermediação de vereadores para negociar fim de greve

Servidores apresentam três propostas e aguardam resposta para fim da greve

Os servidores públicos de João Monlevade apresentaram três propostas de negociação salarial para a prefeita Simone Carvalho (PSDB) e aguardam posicionamento da administração. As sugestões foram encaminhadas à secretária de Fazenda, Luciana Carvalho, pelo presidente da Câmara, Djalma Bastos (PSD), a pedido dos funcionários públicos. O Sintramon – sindicado que representa a categoria – esteve reunido com os parlamentares na última segunda-feira (8) e pediram a imediação.

As propostas foram levantadas em assembleia do funcionalismo realizada na semana passada. Numa deles é ratificada sugestão do juiz do trabalho Ronaldo Messeder, na qual é sugerido 6,51% de reajuste salarial e aumento de R$ 35 no vale-alimentação. Na segunda sugestão apresentada à secretária de Fazenda consta reajuste de 5,38 agora e mais 3,62% e R$ 70,00 de aumento no vale-alimentação para vigorar em outubro desse ano. A última proposta é a já negociação de 9% de reajuste e mais R$ 70,00 de aumento no vale-alimentação.

Conforme o ofício, caso a administração municipal acate uma das três sugestões a greve da categoria se encerra. A Prefeitura ainda não se manifestou sobre o caso e a proposta apresentada para a data-base da categoria é o reajuste salarial de 5,38%. Projeto que estipula o aumento dos salários já tramita há duas semanas na Câmara de Vereadores. A expectativa é que a matéria entre em pauta para votação amanhã (10).

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui