Settran discute acessibilidade com entidades e vereadores

Na ocasião, o presidente da Acinpode, Elias Gonçalves, lembrou o número elevado de deficientes físicos do município de João Monlevade, que já somam mais de 5.300 pessoas

O Setor de Trânsito e Transportes da Prefeitura de João Monlevade (Settran) participou, na tarde da última quinta-feira, 2, no plenário da Câmara Municipal, de uma reunião que discutiu propostas para viabilizar melhorias de acessibilidade para portadores de necessidades especiais no município.

Anúncios

O encontro atendeu o Requerimento 29, de iniciativa da Comissão de Participação Popular do Legislativo e contou com a presença do chefe do Settran, José Jayme Figueiredo Franco, dos vereadores Marquinhos Dornelas (PDT), Pastor Lieberth (DEM), Doró da Saúde (PSD) e Thiago Titó (PDT), do secretário municipal de Obras, Eduardo Bastos, da arquiteta Ingrid Morais, da representante da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Júlia Rodrigues, do presidente da Associação de Cooperação e Integração dos Portadores de Deficiência de João Monlevade (Acinpode), Elias Gonçalves e convidados.

Continue lendo após o anúncio

O chefe do Settran, José Jayme, destacou o grande número de veículos que são estacionados em passeios nas vias do município, o que dificulta o acesso dos deficientes. Jaime também afirmou que solicitou à Secretaria Municipal de Obras que se atente ao Código de Trânsito Brasileiro para que sejam feitas as adaptações de acessibilidade nas vias. “O tema é de grande importância e há muito que se discutir e fazer em relação à acessibilidade em nosso município. Rampas de acessibilidade, piso tátil, postes e lixeiras, dentre outros itens, devem ser revistos”, disse José Jaime.

Na ocasião, o presidente da Acinpode, Elias Gonçalves, lembrou o número elevado de deficientes físicos do município de João Monlevade, que já somam mais de 5.300 pessoas. “O encontro foi muito produtivo e importante. Precisamos discutir o assunto com seriedade e urgência. Acredito que seja preciso padronizar as calçadas e os estacionamentos, pensando não apenas nos cadeirantes, mas também nos idosos”, afirmou Elias.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui