Os trabalhos foram realizados no final da avenida Castelo Branco. Fotos: Sevor

No último sábado (3), o Serviço Voluntário de Resgate (Sevor), de João Monlevade realizou um simulado, com o objetivo de testar o tempo resposta das equipes que atuam no desencarceramento de vítimas, uso das motolâncias para abordagem e trânsito, protocolos médicos, dentre outros.

Para o simulado de uma cena real, foram utilizados dois veículos acidentados em via pública com três supostas vítimas, sendo uma delas em estado grave.

Segundo o presidente da entidade, Renato Carvalho, 16 socorristas técnicos em enfermagem e um médico participaram da simulação, que contou também com as duas motos equipadas para atendimento rápido, uma auto salvamento, um veículo de coordenação operacional e três ambulâncias.

O simulado contou com o apoio da Polícia Militar e do Setor de Trânsito (SETRAN), da Prefeitura de João Monlevade.

“Obtivemos êxito no processo e o material produzido será utilizado em nossos treinamentos e debates, com objetivo de aperfeiçoar nossos protocolos de atendimento”, pontuou Renato Carvalho.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui