Sevor vai usar motos para agilizar atendimentos

João Monlevade terá duas motocicletas para atendimento a emergências de saúde na cidade. É que o Serviço Voluntário de Resgate (Sevor) apresentou na noite desta quarta-feira (2) o projeto “motolâncias”.

A proposta consiste em usar motocicletas nos atendimentos em área urbana, antes da chegada de ambulâncias no local.

Sobre duas rodas, os profissionais podem chegar rapidamente ao local do chamado, principalmente onde há retenção no trânsito e difícil acesso. O presidente do grupo de voluntários, Renato Carvalho, afirmou que as motos “vão melhorar o tempo resposta no atendimento”. Além disso, os motossocoristas carregam todos os equipamentos de suporte básico de vida.

As duas “motolâncias” foram adquiridas em pareceria com o poder Judiciário de João Monlevade. A proposta foi apresentada em 2016/2017 pelo voluntário e secretário do Sevor, Saulo Amaral. Depois de aprovado, foram liberados R$ 43.041,00 para implantação do serviço. O grupo de resgate, em contrapartida, investiu R$3.371.27.

A entrega das motos ocorreu em solenidade na noite de ontem. Estiveram presentes Renato Carvalho (presidente do Sevor), Saulo Amaral (Secretário do Sevor), Hamilton Pablio (médico regulador do Sevor), Nathália Moura Mendes Rocha (juíza de direito da comarca de João Monlevade), Juliano Batista (promotor de Justiça da comarca de João Monlevade, Tenente Ezequias (17ª Cia PMMG), Paulo Bué (inspetor PRF), Valéria Jacinto (Associação Médica de João Monlevade), Hamilton Siqueira (presidente Lions Sobral e vice presidente do Consep), Giordane Daywilson Silva Batista (diretor adjunto do presídio de João Monlevade) e Hidelbrando Gonçalves (presidente do GAVE).

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui