Presidente do Sintramon, Isaura Tereza Bicalho

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de João Monlevade (Sintramon), Isaura Tereza Bicalho, usou a Tribuna da Câmara de Vereadores de João Monlevade, na última quarta-feira (22), para pedir que os parlamentares intercedam na negociação salarial da categoria. A data-base do funcionalismo público vai até o final de março.

Isaura disse que o sindicato está otimista quanto às negociações desse ano. Ela também ressaltou que o índice de reajuste de 25% aprovado na primeira assembleia da classe foi levantado de acordo com estudos do Sintramon, já que os documentos com dados financeiros da administração municipal só foram enviados para a entidade no começo dessa semana. “Quando colocamos o índice é para começarmos a negociação”, explicou Isaura que completou: “sabemos do rigor da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas peço aos vereadores que não votem os projetos que definem o reajuste sem discutir com a gente. Queremos uma negociação transparente”.

A presidente do Sintramon pontuou ainda que os servidores não têm reajuste no vale-alimentação há três anos, sendo pago R$ 200,00 para os servidores acima do Símbolo 13 e R$ 228,00 para os que estão abaixo dele. Ela também lembrou que a administração passada não abriu as negociações salariais com a categoria.

“Muitas vezes fomos prejudicados porque não quiseram negociar o reajuste salarial. Vivemos um momento complicado, mas a partir de um acordo podemos resolver essas questões e não ficar estagnados. O reajuste é um ponto muito importante da pauta de negociação e, quando ele é feito de cima para baixo, sem discussão, é tirado o direito do trabalhador”, justificou Isaura.

Os vereadores da situação, apesar de apoiarem o pedido de negociações transparentes entre a entidade e a administração municipal, ponderaram as colocações da presidente do Sintramon alertando para análises financeiras que podem complicar a negociação do reajuste do funcionalismo. No ano passado, para se ter uma ideia, o reajuste salarial reivindicado pelos servidores foi de 10%. No entanto, foi concedido apenas a metade desse índice.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui