Surto de sarampo reforça importância de vacinação

Foram registradas 1.756 notificações no estado e, desse total, 263 casos foram confirmados

Recursos serão destinados para a pólio e o sarampo (Foto:Tomaz Silva/Agência Brasil)

Diante do surto de sarampo registrado no Amazonas, o Ministério da Saúde pede que a população procure os pontos de vacinação do País para se proteger da doença. Pela primeira vez, o número de casos no estado ultrapassou Roraima, que desde fevereiro enfrenta um alto índice da doença por causa da chegada em massa de venezuelanos.

Anúncios

Até 20 de junho, foram registradas 1.756 notificações sobre um possível registro de sarampo no Amazonas. Desse total, 263 foram confirmados, 1.368 permanecem em investigação e 125 foram descartados. O ministério informou ainda que 82,1% de todos os casos, o equivalente a 1.441, estão em Manaus.

Continue lendo após o anúncio

Para responder a esse surto, a capital amazonense, com o apoio do Ministério da Saúde, antecipou a campanha de vacinação contra o sarampo de agosto para abril. As unidades de saúde, mesmo com essa antecipação, continuam com a rotina de vacinar crianças de seis meses a cinco anos de idade.

Cobertura

Em 2016, o Brasil havia conseguido erradicar o sarampo, mas os surtos recentes preocupam o Ministério da Saúde. Por isso, o órgão tem buscado conscientizar a população sobre a importância da vacina e adiantou a campanha. “Além de evitar novos casos da doença, a estratégia governamental quer impedir que o vírus volte a circular de forma sustentada no Brasil”, informou o ministério. Até 18 de junho, foram vacinadas 155.510 crianças. Esse número é equivalente a 81,2% do público-alvo, que é composto por 191.585 pessoas.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui