Suspeito de matar mulher em Mariana tem extensa ficha criminal em João Monlevade

Rogério da Silva – o “Buda”, 35, foi preso preventivamente nessa semana, na cidade de Mariana, suspeito de ter matado Adriana Pascoal,43. O crime aconteceu há três meses, próximo ao Bairro São Cristóvão.

Buda, que é natural de Nova Era, tem extensa ficha criminal por diversos crimes cometidos em João Monlevade e cidades da região. A maior parte deles são relacionados a tráfico de drogas, posse de armas, dentre outros. O suspeito estaria, segundo a polícia, morando em Mariana há pouco mais de dois anos.

Buda foi preso preventivamente depois que ele teria revelado a autoria do crime para a atual companheira. Segundo depoimento da mulher para a polícia, depois de confessar sobre a morte de Adriana, Buda teria passado a ameaçá-la. Com isso, ela decidiu revelar o caso para a polícia, que já investigava Buda, pois ele teria sido flagrado em imagens de câmeras de segurança junto a Adriana, no dia que ela foi morta.

Segundo apurações da polícia, o suspeito pode responder por homicídio qualificado. No dia do crime, os dois foram vistos numa festa. A vítima teria ingerido bebida alcoólica e não teve possibilidade de defesa. Ela também foi jogada num barranco de cerca de quatro metros de altura. O corpo da mulher ficou encoberto por mato por vários dias, o que demorou a sua localização e identificação. Ele estava a poucos metros da casa de Buda.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui