Taxa mínima, guarda municipal e aluguel social ficam para agosto

Os projetos de autoria da prefeita de João Monlevade, Simone Moreira (PSDB), de cunho assistencialista, vão ficar para votação na Câmara de Vereadores no segundo semestre,  quando os parlamentares retornarem do recesso.

Nessa quarta-feira (17), é realizada a última reunião ordinária antes das “férias” no Legislativo. Conforme apurou a redação do site O Popular, projetos como a implantação da  taxa mínima de água, criação da guarda municipal, mudanças na legislação que concede o aluguel social ainda tramitam na Câmara e por isso não serão pautados para votação.

Ainda ficam de fora da pauta de hoje outros cinco projetos autoria da administração municipal: plano de cargos e salários que regulamenta mais de 200 cargos comissionados, cessão de área para implantação do IML, utilização de áreas públicas por terceiros, regulamentação de espaço para ambulantes e uso de abrigos de ônibus para publicidade. Esses também são de autoria da administração municipal.

Também segue em tramitação dois projetos de autoria do vereador do PSDB, Guilherme Nasser. Um deles proíbe a inauguração de obras públicas inacabadas e outro prevê a identificação de obras com placas informativas que devem conter, entre outras sugestões, início e término do serviço, valor e responsável.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui