Tecnologias emergentes em edição de vídeo

A tecnologia envolvida na criação de conteúdo de vídeo nunca avançou tão rapidamente como nos últimos anos, já que até meados da década de 2000 ninguém sabia do que se tratava os cinemas IMAX, filmes 3D e realidade aumentada aplicativos.

Anúncios

Este progresso tecnológico se deve a fatores como redes de conexão de alta velocidade, servidores megafuros e poderosos, armazenamento em nuvem ilimitado, código mais enxuto e novos aplicativos engenhosos para processamento e edição de vídeo.

Continue lendo após o anúncio

Para deixar você ainda mais ciente do assunto, hoje vamos listar algumas dessas tecnologias emergentes no mercado de edição de vídeo que prometem mudar ainda mais o setor, confira:

Cloud Infrastructure

Para quem ainda não conhece a conceito de nuvem, ou no termo em inglês “nuvem”, a ideia é que você não tenha fisicamente aplicativos e computadores super robustos para realizar suas tarefas ou armazenar seus arquivos, basta ter uma conexão com a internet para acessar esses benefícios.

O que acontece é que o espaço de armazenamento, aplicativos e hardware de processamento são instalados em um mega servidor, super robusto e capaz de realizar esta tarefa, no momento de acessar o serviço. Seu aparelho, que pode ser um computador, notebook, tablet ou até mesmo smartphone, se comunica com este servidor e realiza serviços através dele, apenas espelhando a tela do seu aparelho.

Essa infraestrutura em nuvem pode ser usada para praticamente qualquer serviço. Uma aplicação que faz muito sucesso neste setor é a utilização de um editor de vídeo na nuvem, como o InVideo, que permite a edição de conteúdo remotamente através de uma série de dispositivos.

Inteligência artificialOutra tecnologia que domina os estúdios e as mesas de edição de vídeo é a inteligência artificial, também conhecida pela sigla IA. Não é algo futurístico como nos filmes de ficção científica em que os computadores pensam e agem como seres humanos, mas sim na capacidade das máquinas de aprender.

Em um exemplo mais claro, imagine uma tela de confirmação de ação humana, o famoso CAPTCHA, um acrônimo para Teste de Turing público totalmente automatizado para distinguir entre computadores e pessoas.

Ao se deparar com um CAPTCHA, após o preenchimento de um formulário, geralmente você tem que indicar letras ou fotos em locais específicos de uma imagem, confirmando assim que quem está realizando essa tarefa é uma pessoa, não um computador, você é, aos poucos, ensinar o computador a realizar tal identificação.

Ou seja, se atualmente um aplicativo já consegue mapear seu rosto e adicionar um filtro ou tratamento específico ao seu vídeo ou foto, isso se deve à tecnologia de inteligência artificial que fez as máquinas aprenderem gradativamente a partir de um gigantesco banco de dados CAPTCHA que foi preenchido.

Existem ainda diversas tecnologias emergentes que podem ser aplicadas na edição de vídeo, como, por exemplo, camada de dados transparente, analítica avançada, suporte multiprotocolo, infraestrutura definida por software, entre muitas outras, porém, esses são assuntos para um próximo texto .

 

 

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui