O terceiro caso suspeito de sarampo em João Monlevade foi descartado. O resultado do exame foi divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. Nos últimos dias, o município já havia descartado outras duas suspeitas da doença. Nos três casos, crianças menores de dois anos de idade é que apresentaram sintomas de sarampo. Elas procuraram atendimento médicos nos postos de saúde da Policlínica, do bairro Novo Cruzeiro e no Centro Social Urbano.

O sarampo é uma doença contagiosa que aparece com febre e manchas no corpo, e o tratamento é feito para atenuar estes sintomas. A doença é causada por um vírus chamado “Morbillivirus”, e é uma das principais responsáveis pela mortalidade infantil, principalmente em países subdesenvolvidos. O sarampo se previne com a vacina Tríplice Viral, que também previne a caxumba e a rubéola.

A melhor forma de combate à doença é a vacinação. De acordo com a SES-MG, podem ser vacinadas crianças a partir de 6 meses de idade. De 6 a 11 meses, a criança toma a “dose zero”, que é uma dose extra. Com um ano, vacina novamente e, aos 15 meses, recebe a dose de reforço. Até 29 anos, a pessoa tem que ter pelo menos duas doses no cartão e, de 29 a 49 anos, a pessoa tem que tomar uma dose.

Veja também:

No combate ao sarampo, Saúde intensifica vacina a partir do dia 7

Publicidade

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui