Promotores franceses afirmaram nesta quinta-feira (21) que a investigação sobre o autor do atentado que matou 84 pessoas atropeladas na semana passada, em Nice, na França, vinha planejando o ataque desde o ano passado.

François Molins, que lidera a equipe de promotores, pediu a investigação de cinco pessoas por acusações preliminares de terrorismo. Todas elas já estão sob a custódia da polícia.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

“A investigação não apenas forneceu mais confirmações de que houve premeditação do atentado por Mohamed Lahouaiej Bouhlel, mas também estabeleceu que ele tinha apoio e cúmplices na preparação do crime”, disse Molins.

Ataque com caminhão que deixou  84 mortos e mais de 200 feridos em Nice, na França, na última quinta-feira (14)
Valery Hache/AFP/Estadão Conteúdo -14.07.2016

Ataque com caminhão que deixou 84 mortos e mais de 200 feridos em Nice, na França, na última quinta-feira (14)

Entre os detidos, alguns são suspeitos de fornecer uma pistola a Bouhlel, que a utilizou para atirar em policiais enquanto dirigia um caminhão alugado, atropelando dezenas de pessoas que celebravam o Dia da Bastilha. A polícia também descobriu um arsenal de armas falsas na parte de trás do caminhão.

Paralelamente, equipes antiterrorismo conduziram buscas no subúrbio de Argenteuil, a 11 quilômetros de Paris, atrás de pessoas suspeitas de terem conexões com a rede de terroristas do país. A polícia cercou uma vizinhança e invadiu três casas. Cerca de 20 pessoas foram detidas.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui