Tonhão denuncia sumiço de prontuário médico

O prontuário médico do vereador Geraldo Antônio Marcelino (Tonhão-PPS) desapareceu dos arquivos da Policlínica. A denúncia partiu do próprio parlamentar que destacou a situação como absurda.

Tonhão disse que procurou a unidade de saúde para consulta médica na última segunda-feira (30 de julho) e foi surpreendido pelo sumiço do documento. Ele disse que funcionários “reviraram” o arquivo da unidade e não encontraram o prontuário e foi preciso fazer outra ficha.

Ainda conforme relatos de Tonhão, o médico não sabia do seu histórico, o que pode comprometer a avaliação. “É um absurdo e isso tem acontecido com frequência com vários pacientes. Trabalhar no arquivo da Policlínica é desumano. É preciso rever isso, porque tem muito documento sumindo” alertou.

Outro vereador que reclamou da Policlínica foi o tucano Guilherme Nasser. Ele disse que durante o recesso parlamentar esteve em vários bairros da cidade e em unidades da administração municipal para verificar irregularidades e denúncias apontadas pela população.

Segundo o vereador, há meses não há atendimento de fonoaudiólogos na Policlínica o que, além de gerar reclamações, compromete o tratamento de crianças. Ele também voltou a reclamar da falta de materiais para trabalhos de dentistas na unidade.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui