A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, autorizou os juízes auxiliares do gabinete do ministro Teori Zavascki a continuar com os trabalhos nas delações premiadas de executivos da Odebrecht.

Com a morte de Teori Zavascki, na semana passada, os trabalhos estavam parados a espera de uma decisão sobre o futuro da Lava Jato na Suprema Corte.

Com isso, a agenda de depoimentos já marcadas para esta semana será mantida.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui