Transferência da Policlínica para antigo PA pode ser nos próximos dias

Atendimentos do PA foram transferidos para o Hospital Margarida em 2015. Na época, população só foi comunicada da mudança posteriormente (Arquivo/Kátia Passos)

Ventila-se nos bastidores políticos de João Monlevade a transferência da Policlínica da cidade para o prédio do antigo Pronto Atendimento (PA), onde hoje funciona a Secretaria Municipal de Saúde.

A especulação é que a mudança ocorra já nos próximos dias. Fontes ligadas à administração municipal garantem que servidores da área da Saúde já foram acionados e comunicados sobre a transferência. A Prefeitura de João Monlevade nega.

A Policlínica fica no bairro José Elói, no centro da cidade e é a maior unidade de saúde de João Monlevade. Já o prédio do antigo PA está localizado no bairro Belmonte.

Na reunião da Câmara de Vereadores de João Monlevade, nessa quarta-feira (4), o parlamentar Belmar Diniz (PT) teceu breve comentário sobre a questão. Ele também comentou que apesar da Prefeitura não confirmar a informação, aparelhos de ar condicionado já estão ligados e funcionando na parte de baixo do prédio da Secretaria de Saúde – local onde a Policlínica pode funcionar.

“O ar condicionado central está cortando na alta”, falou o vereador que ressaltou a necessidade de mais respeito com o dinheiro público, visto que os aparelhos está em funcionamento num prédio fechado.

Guilherme Nasser (PSDB) também fez breve comentário sobre a Policlínica. Ele disse que a sede da unidade de saúde precisa de reformas, mas caso seja transferida é preciso comunicar com antecedência à população.

Faltam informações 

No mês de junho, a prefeita de João Monlevade, Simone Moreira (PSDB), por meio de sua Assessoria de Comunicação, chegou a afirmar que a Policlínica seria transferida para o antigo PA.

No entanto, no mês passado, a chefe do Executivo, comentou a possibilidade de se transformar o prédio fechado do PA num Centro de Especialidades Médicas. Segundo ela, um levantamento sobre a questão estaria em andamento pela Secretaria Municipal de Saúde.

Foi confirmada ainda a instalação de aparelhos de ar condicionado no prédio fechado. São mais de 20 equipamentos com investimentos na ordem de R$ 130 mil.

Paralelo às informações desencontradas, a Gerência Regional de Saúde (GRS) Itabira afirma que não recebeu nenhum documento da Prefeitura de João Monlevade sobre a reativação do andar térreo do prédio do antigo Pronto Atendimento Municipal.

PA fechado

O prédio do Pronto Atendimento foi fechado pelo ex-prefeito de João Monlevade, Teófilo Torres (PSDB), em 2015, sob alegação de problemas no ar condicionado central da unidade de saúde. Com isso, os atendimentos médicos foram transferidos para o Hospital Margarida, onde permanecem até hoje.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui