Treinamento: Anjos do Asfalto participa de simulado de um atentado terrorista em Belo Horizonte

Trinta pessoas ficaram feridas durante a explosão de uma bomba no Parque Municipal de Belo Horizonte, com uma segunda bomba o terrorista fez reféns e os militares do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) tiveram que intervir para que o criminoso se entregasse. Os bombeiros militares avaliaram a cena e liberam o local para que os socorristas atendessem as vítimas.

Os socorristas do Resgate Rodoviário Anjos do Asfalto participaram deste simulado que aconteceu na última sexta-feira, 21. O evento teve duração de seis horas e contou com a participação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), do Corpo de Bombeiros e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

Após a explosão que resultou em várias vítimas, os militares do BOPE foram os primeiros a intervir negociando com o terrorista para que liberasse os reféns e não detonasse a segunda bomba. Os militares do Corpo de Bombeiros avaliaram a cena e após constatar que o local estava seguro, liberaram para que as equipes de resgate entrassem na zona quente para a retirada rápida das vítimas.

Os socorristas montaram três tendas nas cores verde, amarela e vermelha, para onde as vítimas foram levadas após a triagem feita pelos alunos que definiu a prioridade de cada paciente. A ação movimentou o Parque Municipal de Belo Horizonte e contou a participação dos alunos dos cursos de enfermagem, medicina, fisioterapia e psicologia.

“Nós focamos a capacitação dos profissionais para que eles estejam, de fato, preparados para um caso como esse, que pode acontecer a qualquer momento. É necessário que eles saibam classificar as vítimas, priorizar atendimentos e exercitar suas habilidades. Isso é muito importante para a formação dos alunos”, explicou Jaqueline Barata, coordenadora do Núcleo de Ensino da Faculdade Ciências Médicas.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui