Arquivo/Agência Brasil

O Conselho Universitário (Conun) da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) decidiu pela adesão integral ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como forma de ingresso aos cursos de graduação da instituição na modalidade presencial. A decisão ainda será regulamentada, mas já foi aprovada pelos conselheiros..

Com isso a Uemg, que nos últimos anos manteve processo seletivo para 50% das vagas e recrutou os outros 50% por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), agora não irá mais promover vestibular próprio. As turmas para início no primeiro semestre de 2020 terão como porta de entrada somente o Enem.

Candidatos interessados em concorrer a uma das mais de 6 mil vagas ofertadas nas 20 unidades da Uemg devem estar atentos ao cronograma divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela elaboração e realização do Enem. No total, são oferecidos, anualmente, vagas em 115 cursos de graduação em 16 municípios de Minas Gerais, (Belo Horizonte, Abaeté, Barbacena, Campanha, Carangola, Cláudio, Diamantina, Divinópolis, Frutal, Ibirité, Ituiutaba, João Monlevade, Leopoldina, Passos, Poços de Caldas e Ubá).

Dentre as políticas que ainda serão regulamentadas está a distribuição das vagas pelo sistema de cotas, já implementada pela universidade. Nas últimas edições, a Uemg destinou metade das vagas para negros, indígenas, egressos de escola pública e pessoas com deficiência.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui