A estratégia da Fiocruz é contribuir para o início da vacinação no Brasil contra a Covid 19 ainda em janeiro.

A Fundação Oswaldo Cruz garantiu com a Anvisa a aprovação do pedido de importação excepcional de dois milhões de doses prontas do imunizante produzido pela AstraZeneca.

A Fiocruz vai adquirir as vacinas produzidas no Instituto Serum, da Índia, um dos centros de produção da AstraZeneca.

Ainda nesta semana, a Fiocruz formalizará um novo pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária para autorização de uso emergencial dessas doses importadas da Índia.

Segundo a Fiocruz, O pedido de registro definitivo da Vacina da AstraZeneca está mantido para 15 de janeiro e a chegada dos primeiros lotes do Ingrediente Farmacêutico Ativo  para a fundação iniciar sua produção do imunizante está prevista para ainda neste mês.

Até julho de 2021, a Fundação Oswaldo Cruz entregará mais de  110 milhões de doses da vacina produzida no Brasil ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do ministério da Saúde.

A primeira entrega, de um milhão de doses, ocorrerá na semana de 8 a 12 de fevereiro.

Com a incorporação da tecnologia concluída, a Fiocruz terá a capacidade de produzir mais 110 milhões ao longo do segundo semestre de 2021.

Dessa forma, a Fiocruz reafirma seu compromisso com a saúde pública e com o Sistema Único de Saúde (SUS).

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui