Vereador que desceu de helicóptero em Guarapari segue preso

O vereador de Belo Horizonte Rubens Gonçalves de Brito, o Bim da Ambulância (PSDB), aguarda decisão da Justiça Federal, após ser preso em flagrante por pousar de helicóptero na Praia da Bacutia, em Guarapari, nessa sexta-feira. No momento do pouso, havia dezenas de banhistas no local, que se assustaram com a situação inusitada.

De acordo com a imprensa local, que conversou com o parlamentar na delegacia, Bim da Ambulância teria viajado de carro com a família e, ao chegar ao aeroporto de Guarapari, trocou o veículo pelo helicóptero alugado pela empresa Embrasystem. Aos repórteres, o vereador teria afirmado que tem licença para voar, pois pilota há um ano e que não tinha intenção de causar constrangimentos na praia.

De acordo com o titular da Delegacia de Polícia de Crimes contra o Patrimônio de Guarapari, delegado Marcos Nery, Bim da Ambulância foi autuado por expor os banhistas a riscos e por comprometer a segurança da própria aeronave.

“Ele cometeu dois crimes: artigos 132 e 261 do Código Penal, cujas penas somadas têm o mínimo de três anos e o máximo de seis anos e meio”, explicou.

Ainda segundo Marcos Nery, o helicóptero foi apreendido e levado pelo próprio político, junto a um delegado e a um oficial da Polícia Militar, para o aeroporto de Guarapari, onde ficará à disposição da Justiça Federal. O caso será encaminhado para um juiz federal, que decidirá pela liberdade provisória ou manutenção da prisão do vereador.

De acordo com a assessoria do vereador, Bim está em Guarapari desde o início da semana e voltaria na segunda-feira, já que as sessões na Câmara Municipal de BH começam na próxima quarta. (Itatiaia).

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui