Vereador denuncia que muro de cemitério corre risco de desmoronar

Muro de cemitério pode cair e desabar em casas

Segundo a Prefeitura de João Monlevade, local passou por avaliação e reparos começam nos próximos dias

Um muro do cemitério do bairro Carneirinhos, em João Monlevade, e que faz divisa com residências, ameaça desabar a qualquer momento. É que a parede fina e antiga tem recebido impactos de terras que deslizaram de alguns túmulos. A água da chuva, que também não tem para onde escoar, impacta diretamente sobre a divisa.

A situação é preocupante e tornou-se pública na semana passada, quando o vereador Belmar Diniz (PT) expôs o assunto na Câmara Municipal. O parlamentar argumentou que esteve numa das casas vizinha ao cemitério e constatou que a terra arrastada pela chuva já tomou pelo menos a metade do muro. O medo é de que a parede não suporte mais a pressão e desabe com uma chuva mais forte.

Segundo informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de João Monlevade, funcionários da Secretaria de Serviços Urbanos estiveram no local para avaliação. Ainda conforme a Comunicação os reparos necessários começam nos próximos dias. Em relação à falta de rede pluvial no cemitério, a Secretaria de Serviços Urbanos afirmou que no local há duas redes pluviais, uma na Quadra A e outra na Quadra B.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui