Os membros da Comissão de Educação da Câmara de João Monlevade, Leles Pontes (PRB), Lelê do Fraga (PTB) e Gentil Bicalho (PT), acompanhados dos vereadores Cláudio Cebolinha (PTB), Pastor Carlinhos (PMDB) e Fábio da Prohetel (PP), visitaram a Escola Estadual Eugênia Scharlé para verificar a não aplicação da ideologia de gênero. A escola foi a primeira a receber a visita dos vereadores, que afirmam que farão trabalho semelhante nas demais instituições de ensino. O intuito é verificar a aplicabilidade do Plano Decenal de Educação, aprovado na última legislatura, que não contempla ideologia de gênero.

Os vereadores foram recepcionados pela diretora Jeane Carneiro, pela vice-diretora, Fernanda Carvalho e pela coordenadora, Núbia Bicalho. As três prestaram esclarecimentos sobre a estrutura da escola, bem como do material didático trabalhado com os alunos. Os vereadores verificaram a biblioteca da instituição e conversaram sobre o assunto. A diretora foi categórica ao afirmar que a Escola Eugênia Scharlé trabalha em conformidade com o Plano Decenal de Educação, situação verificada durante a visita dos edis.

Leles Pontes destacou que vereadores recebem sempre denúncias e questionamentos de pais de estudantes sobre a aplicabilidade da ideologia de gênero. “Por isto nós vereadores vamos visitar outras escolas, a fim de verificar a situação. É preciso trabalhar sempre dentro da legalidade. Nos preocupamos especialmente com a educação infantil e ensino fundamental I e II”, informou Leles. Outras instituições de ensino devem ser visitadas até o final do ano.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui