Videopoemas de monlevadense serão exibidos na Ufop este mês

Wir Caetano em lançamento em Itabira - Foto Simão Kursseldorff - Itabira

A série de videopoemas intitulada “Álbum da FAMA – 13 faixas e um bônus”, do poeta e fotógrafo Wir Caetano, será exibida na Ufop João Monlevade no período de 23 a 27 de setembro. A exibição será feita em repetição contínua na lanchonete da instituição, no horário de intervalo de aulas, de 17h05 às 18h50. O acesso é aberto à comunidade.

Antes, no sábado, 21, o mesmo trabalho será apresentado em Belo Horizonte, no Butiquim desde 1999, em Santa Teresa, um dos bairros de maior tradição cultural da capital mineira.

Ironia

A mostra “Álbum da FAMA – 13 faixas e um bônus” reúne 14 pequenos vídeos (com duração de 9 segundos a 1min4seg), que exploram questões sociopolíticas, existenciais e o próprio fazer estético. Textos curtos como “povoo meus iê-iê-iês com revoltas de malês” ou “carne humana flanando em torno de nada”, entre outros, interagem com imagens instigantes, sons e ruídos.

“FAMA” é o nome irônico da microprodutora de videopoemas do autor e corresponde a sigla de “fábrica monlevade de artes” – assim mesmo: a sigla em maiúsculas e a descrição sempre em minúsculas, inclusive a referência ao nome de João Monlevade.

Literatura e fotografia

Wir Caetano é autor dos livros de poemas “Paixões e Atrofias”(Edições Trote, 1982), “Fragmentos de Poesia Toda” (Coleção Leve um Livro”, 2017) e “Essa substância chamada infinito” (Clãdestina Cartonera, edição bilíngue – versão para o espanhol por Leo Gonçalves, 2018 ) e de “Morte Porca” (prosa de ficção, Selo Zero, 2002).

Como fotógrafo, realizou a exposição “Fragmento de Lugar”, na galeria de arte da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em 2016, e fotos de sua autoria ilustram livros da poeta suíça Prisca Agustoni (radicada no Brasil), além de revistas. Tem feito registro fotográfico de movimentos culturais e sociais em João Monlevade, região e Belo Horizonte.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui